quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Desfolhada

Associação evoca lavoura de antigamente

Para alguns elementos da Associação Cultural, a tradicional actividade da Desfolhada traduziu-se num fim-de-semana em grande! No sábado, depois do almoço, sob um sol escaldante, dirigimo-nos ao campo da Senhora do Amparo, para cortarmos o milho que a respectiva Confraria tinha semeado. Por carolice, fomos a pé e trajados à moda antiga.
Já no campo, ainda cantámos alguma coisinha e fomos molhando a garganta com uma pinga de vinho, servida numa malga que foi passando de mão em mão. Para manter a tradição. Com estas e com outras, não apareceu mais ninguém para nos ajudar, mas o trabalho ficou feito e o milho veio para a sede da Associação, à espera daqueles que, no dia seguinte, o viriam desfolhar.
No domingo, o trabalho começou com um curto desfile, encabeçado por uma magnífica junta de vacas, que puxou o carro com o último milho para a desfolhada. Nos dias que correm, já não é fácil encontrarmos animais que “saibam cangar”, mas, de Casaldate, da vizinha freguesia de Parada, chegou-nos essa preciosa ajuda. À chegada, virou-se o carro, como se fazia antigamente, segundo ouvimos dizer. Os participantes na desfolhada, na sua maioria, também estavam trajados à moda antiga e os que não estavam trabalharam com o mesmo empenho, até ao fim, momento em que se fez a meda.
Depois, todos os presentes assistiram à actuação do Grupo Etnográfico de Paredes de Coura. Foi, como se costuma dizer, a cereja em cima do bolo, porque a afinação das cantigas e a beleza das danças a todos encantaram, dando provas do bom momento do grupo.
No intervalo, fez-se a entrega dos prémios aos vencedores do Concurso das Quadras de São Miguel, pelas mãos da vereadora Alexandra Marinheiro e do Eduardo Cerqueira. Armando Manuel Dantas, cujas quadras já publicámos, ganhou o primeiro prémio; Maria do Carmo Fernandes Barbosa, de Mozelos, o segundo; e os utentes do Centro Social de Padornelo, o terceiro. A organização agradece todas as participações.
Finalmente, a tarde acabou com muita música e com a merenda, onde não faltaram os bolos do tacho e os quadradinhos de chocolate muito grosso, a fazer lembrar aquele de antigamente.
A riqueza desta actividade não cabe neste texto, pelo que, se houver oportunidade, ainda poderemos voltar ao assunto, em edições futuras.

 Carla Lima
Notícia do jornal NOTÍCIAS DE COURA






0 comentários:

Publicar um comentário

 

© 2009 | A.C.R.D.Padornelo | Por TPV